lahaine.org

compartir

                          

Dirección corta: https://lahaine.org/fO3J

convertir a:
Convertir a ePub  ePub        Convertir a pdf  pdf

  tamaño texto

  enviar          imprimir


traductor

14/07/2019 :: Nacionales Galiza

"Audiencia Nacional" exonera nove militantes de Causa Galiza detidos em 2015

x Galiza Livre
La Audiencia Nacional exonera a 9 militantes de Causa Galiza detenidos en 2015 de una falsa imputación de "pertenencia a banda armada"

Audiencia Nacional libera definitivamente nove militantes de Causa Galiza detid@s em 2015 da imputaçom por "pertença a organizaçom armada" que lhes impugera na altura o juíz Eloy Velasco. A resoluçom do tribunal de exceçom fai-se pública através dum auto datado em 1 de julho e implica mais um passo na deconstruçom da montagem político-policial organizada pola Guardia Civil contra a nossa Organizaçom sob a direçom de Arsenio Fernández de Mesa.

Recordemos que a Operación Jaro efetuada em outubro de 2015 contra nove militantes de Causa Galiza se cimentava na acusaçom de que seria era o "braço político" dumha suposta organizaçom armada e que as nove independentistas detidas fariam parte da mesma executando funçons especializadas de comunicaçom política e propaganda. A resoluçom do tribunal político desmonta completamente esta invençom policial.

A desimputaçom d@s independentistas soma-se à devoluçom do estátus legal a Causa Galiza em dezembro de 2016 após umha "suspensom de atividades" —ilegalizaçom de facto— que se prolongou durante um ano. Esta recuperaçom da condiçom legal já contradizia, no seu dia, a essência da montagem da Guardia Civil, pois supunha retornar à legalidade o suposto braço político dumha organizaçom armada após a "medida cautelar" que era a "suspensom de atividades".

Situaçom atual

Desinfladas as grossas acusaçons iniciais, e deslegitimada por completo a coarctada argumental da Guardia Civil para assaltar a ponta de metralheta nove domicílios e sequestrar durante três dias nove militantes, fica agora tam só umha acusaçom coletiva de "enaltecimento do terrorismo", que é a indefinida tipologia delitiva que possibilita a instauraçom dum nom-declarado delito de opiniom e a persecuçom penal da liberdade de expressom.

Esta última acusaçom é compartilhada no mesmo sumário com três militantes de Ceivar detid@s na Operación Jaro II. Nos próximos dias, o tribunal sucessor do TOP franquista fará pública a sua resoluçom final sobre este caso que prolongou artificialmente durante quase quatro anos com sucessivas prórrogas da investigaçom. Esta conclusom poderia implicar o arquivo definitivo da causa, ou o processamento de todos ou parte dos independentistas detidos na Operación Jaro e na Operación Jaro II.

Avaliaçom de urgência

Embora dada a natureza do tribunal, as resoluçons da Audiencia Nacional carecem de legitimidade jurídica e política para a nossa Organizaçom, deixam nesta ocasiom absolutamente espida de cobertura argumental a operaçom que a Guardia Civil lançou sobre Causa Galiza em 2015, que foi aplaudida e coreada pola prática totalidade dos meios de comunicaçom, com La Voz de Galicia à cabeça, a Delegación del Gobierno, o Partido Popular e a cumplicidade do PSOE.

Evidencia-se a veracidade da tese sustentada desde o princípio do processo policial e judicial: nem Causa Galiza era "o braço político", nem as suas militantes estavam envolvidas em atuaçons ilegais. A Operación Jaro foi um caso prático de como a Guardia Civil tratou de desarticular um projeto político polo simples facto estar nos antípodes do projeto colonial para a Galiza. Temos a certeza de que a desimputaçom atual carecerá da difusom mediática que tivo no seu dia a operaçom policial e as informaçons alegadamente falsas do instituto armado.

Queremos anunciar, por último, que a nossa vontade de construir um projeto político independentista com vocaçom de massa, incidência social quotidiana e capacidade para organizar os setores populares que rechaçam o regime autonómico e apostam na independência nacional continua intata. A melhor resposta aos inquisidores e repressores é seguir dando passos nesta direçom e a esse objetivo consagraremos os próximos meses de trabalho.

compartir

                          

Dirección corta: https://lahaine.org/fO3J

 

Contactar con La Haine

Envíanos tus convocatorias y actividades!

 

La Haine - Proyecto de desobediencia informativa, acción directa y revolución social

::  [ Acerca de La Haine ]    [ Nota legal ]    Creative Commons License    [ Clave pública PGP ] ::

Principal